[Fotografias da atividade “Experimentação sonora e produção de instrumentos”, Descolônia, Parquinho Lage, com professores Rodrigo Maré e Roberto França ] Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Fundo: Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Título: [Fotografias da atividade “Experimentação sonora e produção de instrumentos”, Descolônia, Parquinho Lage, com professores Rodrigo Maré e Roberto França ]

Data e Local: 06/01 a 17/01/2020, Rio de Janeiro, Brasil

Espécie Documental: Fotografia

Condições de Acesso: Não Restrito

Crédito: Fotos: Luana Vieira

Cromia: COR

Formato: pdf

Indexação: Parquinho Lage, Experimentação sonora, Som, criança

Apoio / Realização: Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, AMEAV, EAV

Curador: Supervisora de Ensino do Parquinho Lage: Luana Vieira Gonçalves. Assistente de Ensino do Parquinho Lage: Ismael Silva.

Descrição de Conteúdo: Dentro do curso propomos um mergulho no universo dos ritmos populares com o objetivo de refletir sobre a importância dessas manifestações na construção do que entendemos hoje como cultura afro-brasileira e indígena. Durante os encontros realizamos práticas sonoras utilizando o corpo, instrumentos musicais convencionais e não convencionais. Confeccionaremos instrumentos de percussão utilizando variados tipos de materiais de reaproveitamento e da floresta, pelos quais experimentaremos ritmos, melodias, e timbres. A partir de uma pesquisa aberta e continuada, propomos a integração de todos os participantes nas atividades, gerando um espaço de troca e encontro entre diferentes idades. Juntos queremos compreender a linguagem musical através de prática percussivas.

Participantes: Professores: Rodrigo Maré e Roberto França

Biografia: Em janeiro e julho o parquinho lage propõe uma programação de férias com experiências artísticas em meio à escola de arte, no tradicional palacete, expandindo a escola para a floresta. Realiza atividades lúdicas em torno de práticas artísticas contemporâneas e de matrizes tradicionais de conhecimento. Em vez de apresentar o mundo e como ele funciona, convidamos as crianças a imaginá-lo, a realizarem o mundo que sonham. O uso do nome Descolônia foi uma maneira de repensar formas de realizar colônias de férias e aproximar as crianças da nossa forma de trabalhar, que suscita mais perguntas que respostas. Propomos questionar a forma como a estrutura colonial molda as noções daquilo que é cultura, arte e, principalmente, daquilo que é conhecimento. Entendemos que o compromisso de uma escola é também fugir dos lugares seguros, questionar. Nesta edição perguntamos: o que é movimento? Imagem, som, gesto, dança, brincar, caminhar, pensar, transformar, imaginar…

Documento: Original

Procedência / Forma de Aquisição: Legado

Setor / Local: Ensino

Número de Registro: BREAVSEC-0002

Analógico / Digital: Digital

Suporte: Eletrônico

Gestão: Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

Série: Ensino

Subsérie: Parquinho lage

URI: http://acervo.memorialage.com.br/xmlui/handle/123456789/14616

Fotografia
Modos de visualização:
Navegação:
Ir à página: